JOBA Antecedentes do Projecto

Moçambique é uma das economias mais dinâmicas em África, mas continua a ser um dos países menos desenvolvidos do mundo (PMD). O crescimento não se traduziu em reformas estruturais e crescimento das taxas de emprego, antes pelo contrário, a redução da pobreza ficou estagnada. Entre 300 a 350,000 jovens ingressam no mercado de trabalho a cada ano, mas são forçados em empregos marginais na economia informal.

As mulheres não se beneficiaram do crescimento equitativo. Em comparação com os homens, têm cargas de trabalho mais pesadas, empregos e respectivas rendas muito inferiores, pouco acesso à terra, uma baixa produtividade agrícola, bem como níveis mais baixos de acesso à saúde e educação.

O objectivo principal do Fundo de Emprego JOBA é aumentar a renda dos seus beneficiários, com enfoque particular para as mulheres e raparigas adolescentes. Isto deverá ser alcançado através do acesso melhorado à formação de habilidades de emprego não pública de qualidade a preços acessíveis e relevantes para o mercado e para a empregabilidade.

Pretende-se que os beneficiários sejam capazes de obter o emprego ou criar trabalho por conta própria, aumentando assim a sua renda. Provedores de Formação não-públicos refere-se aos provedores do sector privado (com fins lucrativos) e ONG’s (sem fins lucrativos).

Impacto pretendido do projecto: Maior renda entre beneficiários finais do Fundo de Emprego JOBA, especialmente a juventude, mulheres e raparigas adolescentes.
Resultados esperados: • Mais jovens, especialmente a juventude, mulheres e raparigas adolescentes adquirem habilidades comercializáveis que conduzem ao trabalho ou continuação da formação;
• Reforçado o mercado Moçambicano de formação de habilidades.
Saída 1: Acesso expandido à formação de habilidades inclusiva, acessível, de qualidade e relevante para o mercado e o acesso aos serviços de complementares ministrados por provedores formação não-públicos.
Saída 2: Reforçada a capacidade de resposta dos provedores de formação não-públicos.
Saída 3: Reforçada a colaboração em matéria de formação de habilidades entre o Governo e o sector privado.

O JOBA, implementador do Programa de Habilidades para o Emprego, foca-se no desenvolvimento de um mercado de trabalho mais robusto e de uma mão-de-obra melhor preparada para satisfazer a demanda de uma economia Moçambicana moderna.

“Este projecto fará uma diferença real na vida das pessoas que vivem em Moçambique. Atendendo às necessidades do sector privado, seremos capazes de apoiar o desenvolvimento de um mercado de trabalho moderno no país, com ênfase especial para os jovens e as mulheres.”

Geert van Boekel, Director de projeto da BMB Mott MacDonald